Notícias

“MACANITAS” ESTIVERAM NA FUNDAÇÃO DE D. EMÍLIA CABRAL EM OLIVEIRA DO HOSPITAL

“MACANITAS” ESTIVERAM NA FUNDAÇÃO DE

D. EMÍLIA CABRAL EM OLIVEIRA DO HOSPITAL

O grupo colheu uma grande lição de cultura e história, mas também proporcionou uma grande noite de folclore e etnografia aos locais de Vila Franca das Beira

osp1 O Rancho Folclórico “As Macanitas” de Tercena deslocou-se ao concelho de Oliveira do Hospital, para participar no XX Festival Nacional de Folclore organizado pelo Rancho “Rosas” de Vila Franca da Beira.

Tratou-se de uma deslocação muito agradável, na medida em que o grupo saiu cedo, almoçou em Arganil e depois visitou em Oliveira do Hospital a Casa Museu da Fundação de Dona Maria Emília Vasconcelos Cabral.

osp2 Esta visita revestiu-se de uma grande importância histórica, o que agradou a todos os folcloristas e acompanhantes, pois foi mais uma importante lição de cultura que recebeu, ao tomarem conhecimento daquela importante família que viveu na cidade e que legou todo o seu espólio à comunidade local através da criação de uma Fundação, que hoje exibe grande orgulho, pelo interesse local dedicado por aquela família fidalga ao povo da localidade.

osp3 À noite desenrolou-se o festival de folclore que teve uma excelente organização com os grupos a desfilarem pelas típicas ruas da rural localidade e com a particularidade do rancho local prestar uma sentida e emocionante homenagem ao patrono da terra, “Santa Margarida”, parando o desfile junto à igreja, e rezando uma “Avé Maria” através do canto, momento alto e deveras curioso ocorrido nesta festa, num agradecimento pelo amparo espiritual que lhes tem sido dado, e ainda recordando velhos folcloristas, fundadores do grupo que já faleceram ao longo deste tempo em que o grupo já existe, seguindo-se a colocação no altar de um ramo de flores.

No palco os grupos receberam as lembranças entregues por elementos ligados à localidade, nomeadamente o presidente da Junta de Freguesia e o director do clube desportivo local, mas outros autarcas convidados, nomeadamente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital não compareceu o que é sempre desolador, quando os autarcas não dão importância às festas organizadas pelas suas colectividades.

osp4 Estiveram presentes neste festival os seguintes agrupamentos: Rancho Folclórico “As Rosas” de Vila Franca da Beira, Rancho Folclórico “As Macanitas” de Tercena, Grupo Folclórico Cultural e Recreativo de Alhais de Vila Nova de Paiva e Grupo Folclórico de S. Joaninho de Santa Comba Dão.

osp5 Numa noite agradável o campo de futebol onde o festival se realizou encheu-se de público e o agrupamento de Tercena mais uma vez obteve um enorme êxito, uma vez que o seu folclore, danças e cantares é bem diferente do beirão e as pessoas manifestaram-se com agrado, havendo até quem aplaudisse de pé, o que é sempre considerado um enorme estímulo para quem está a actuar.

Muito cansativa a viagem pois o grupo regressou a casa às quatro horas da madrugada, mas consciente de ter prestado um excelente serviço a bem da cultura e do seu folclore saloio e satisfeito por ter recebido em troca, uma verdadeira e importante lição de cultura com a visita ao Museu da Fundação radicada na cidade de Oliveira do Hospital.

&&&

 

QUASE MEIO MILHAR DE PESSOAS JÁ VIRAM TEATRO ESTE ANO NA ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE TERCENA

QUASE MEIO MILHAR DE PESSOAS

JÁ VIRAM TEATRO ESTE ANO NA

ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE TERCENA

Pessoa1 O Teatro na Associação Cultural de Tercena este ano tem trabalhado como nunca.

Foram criados dois grupos de trabalho e o efeito tem sido deveras positivo pois estamos em Julho e já foram apresentados nove espectáculos com três produções realizadas.

A equipa da encenadora e autora Susana Botica realizou um espectáculo pelo Carnaval e conseguiu duas sessões de casa cheia, assim como no seu trabalho relativo aos Santos Populares, com a sua peça, “Há Santos entre nós” que se apresentou com assinalável êxito.

 

Pessoa2 Por sua vez, o autor e encenador Fernando Silva, realizou a sua revista popular, “Oh Zé abre-me esse olho” e conseguiu fazer cinco sessões o que, na época em que encontramos foi considerado excelente, uma vez que as pessoas têm fugido das salas de espectáculos por diversas razões e reunir em nove sessões de teatro 480 pessoas foi considerado inédito, pelo menos nestes tempos mais actuais, porque noutras épocas estes números não eram comparáveis, pois em três sessões de uma revista dos anos sessenta, ultrapassava largamente estes números.

Pessoa3 É portanto de louvar a acção da colectividade que há vinte e três anos luta pelo desenvolvimento da cultura em Tercena e tem conseguido êxitos, nomeadamente no folclore, onde já realizou centenas de actuações no continente, ilhas Espanha, Brasil Áustria e recebendo convites para inúmeros países, só que as condições financeiras não são propícias, mas mesmo assim o trabalho desta colectividade é de realçar e pena é que os subsídios autárquicos tenham baixado consideravelmente, porque de contrário mais poderia fazer.

Estamos a meio do ano e espera-se que estes números sejam dilatados pois convites para o grupo não faltam, e no campo teatral as perspectivas são enormes uma vez que estes dois grupos de trabalho prometem fazer mais e melhor, mas também é verdade que esperam ser reconhecidos por quem tem a tutela destas actividades culturais no concelho de Oeiras:

&&&

 

O RANCHO “AS MACANITAS” AGRADOU AO PÚBLICO DE PORTUNHOS

O RANCHO “AS MACANITAS” AGRADOU AO PÚBLICO DE PORTUNHOS

Portunhos1 As “Macanitas” de Tercena actuaram em Portunhos concelho de Cantanhede, de permuta com o grupo de Bombos daquela localidade, evento que teve lugar no largo da Ponte naquela localidade do concelho de Cantanhede.

Tratou-se do IV Festival de Folclore, organizado pelo grupo local, participando nele, os seguintes agrupamentos.

Portunhos2 Os grupos, infantil e sénior, anfitrião, Grupo de Folclore da Pedra Rija de Portunhos, “As Macanitas” de Tercena, Grupo de Danças e Cantares da Beira Baixa de Castelo Branco e Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Maçãs, Dona Maria - Alvaiázere.

portunhos3 Durante o dia almoçou em Coimbra, visitou o “Portugal dos Pequeninos” entre outros locais da cidade e seguiu depois para Portunhos.

portunhos4 Esteve presente na cerimónia deste evento de entrega de lembranças, a presidente da Junta de Freguesia de Portunhos, D. Marta Carvalho, assim como um representante da Câmara Municipal de Cantanhede Sr. Casa de Melo e ainda elementos ligados à Fundação Ferreira Freire, instituição social importantíssima da localidade e que bastante tem colaborado com o popular agrupamento, inclusivamente em cujas excelentes instalações, os grupos de folclore jantaram, assim como os directores do rancho Pedra Rija.

O grupo “As Macanitas” teve uma excelente actuação e acabou por ser bastante aplaudido pelo público presente, ou não fosse um agrupamento bem diferente de todos os outros que se apresentaram, devido as suas danças serem muito movimentadas, a grande característica do saloio.

&&&

 

XXIII FESTIVAL INTERNACIONAL DE TERCENA

XXIII FESTIVAL INTERNACIONAL DE TERCENA

O AGRUPAMENTO AUSTRÍACO CHEGA DIA 18 À TARDE

austr1 A Associação Cultural de Tercena, vai receber em exclusivo o Grupo de Folclore de Bruck an der Mur, da Áustria, para retribuição ao Rancho Folclórico “As Macanitas” de Tercena, aquando da sua deslocação à Áustria em 2010.

O grupo austríaco que chega no dia 18 à tarde, virá participar no XXIII Festival Internacional de Tercena, a realizar-se no dia 21 de Julho deste ano.

austr2 Participam neste Festival os grupos:

Grupo de Folclore de Bruck an der Mur  Áustria, Rancho “As Macanitas” de Tercena, Rancho Folclórico da Quinta do Conde, Rancho de Cernache de Bonjardim

O grupo austríaco é considerado um dos melhores do seu país e irá ficar hospedado a expensas da Associação tercenense na Pousada da Juventude em Oeiras a dez metros da praia, e em pleno coração do Porto de Recreio de Oeiras, local privilegiado de Verão o que virá ser um dos grandes atractivos dos jovens que o formam.

 

“MACANITAS” DANÇARAM PARA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA DA TURQUIA

“MACANITAS” DANÇARAM PARA O

PRESIDENTE DA REPÚBLICA DA TURQUIA

O Rancho Folclórico “As Macanitas” de Tercena teve a honra de se apresentar num espectáculo de quarenta minutos para Sua Excelência o Presidente da República da Turquia, aquando visitou oficialmente a capital portuguesa.

grupogrt

Esta actuação teve lugar no Hotel Ritz em Lisboa, tendo sido muito ovacionado, despedindo-se com as convidados, mais de setenta, de pé a aplaudirem o grupo de Tercena.

 
Mais artigos...